domingo, 28 de fevereiro de 2016

Férias

Vamos de férias para o facebook.

https://www.facebook.com/Traduções-Enigmáticas-761222554009223/

:-)

https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/correio/mais-uma-do-national-geographic-portugal/21134

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Princípio da Universalidade

Os tradutores são todos iguais mas alguns são piores que os outros.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Ship shit merda

Ao contrário dos tradutores que desesperam as traduções automáticas dão vontade de rir.

Há, dizem,  uma maneira de forçar as [completamente inúteis] legendas em filmes partilhados do youtube:

To enable subtitles by default, you will need to use 

&cc_load_policy=1

e traduzir legendas:

&hl=pt

fonte:
____


"a position OF A SHIP....." é confundido com "other shit" e traduzido por "outra merda".

_______

Comigo não funciona.
&cc_load_policy=1&hl=pt

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Playing dead like an opossum

Agora mesmo no A&E, "opossum" traduzido, várias vezes seguidas por - serpente.

I'm cute!
Há então 3 coisas sem limites no Universo: a estupidez humana, provavelmente o Universo e a criatividade dos tradutores.
Espera. São só 2. Os tradutores estão incluídos na primeira.

Opossum.
Serpente.
I'm freaking out here.

sábado, 31 de janeiro de 2015

Fitas

Não há dia algum, como diria Saramago, em que não acorde com pelo menos uns "kms" ou outra barbaridade qualquer mas já nem pachorra tenho porque perdeu a graça.
Perdeu a graça.

Os títulos dos filmes, por outro lado, parece que ainda têm uma certa piada. Onde há a lista completa dos títulos de filmes?
Anoto este que bem me custou a encontrar.

The Falcon and the Snowman (♪this is not america♪) - A Traição do Falcão


http://www.pt-subs.net/index.php?topic=19228.0

E, já agora, o enlace, hehehe!, para o sítio da IGAP.

domingo, 24 de agosto de 2014

segunda-feira, 3 de março de 2014

Ho, hell!



Ó diabo! Esta é engraçada. Or is it?

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Thousands of errors. Thousands!


É uma coisa espantosa. "breathing", em "concentre-se em respirar", num contexto forte - espero que não seja preciso insistir mais em que todas, todinhas, estas situações têm um contexto forte que praticamente dispensa saber a língua que se está a traduzir - passa por magia a ser "concentre-se em ... representar", ou lá o que era. Foi tão nada a ver que já nem me lembro. Uma merda qualquer que não tinha nada a ver com respirar.

"two thousand dollars", repetidamente traduzido por duzentos dólares. Thousand. Hundred. Há confusão possível? Além de cegos - que têm de ser, como já demonstrei várias vezes - os tradutores também padacem de surdez.


(Visto no National Geographic, "De perder a cabeça")




terça-feira, 2 de julho de 2013

Live!

Ao vivo ainda é pior, claro.

http://www.youtube.com/watch?v=v99m0La-2HY

sábado, 2 de junho de 2012

Cromo



Em "Negócio Fechado" (Auctions Kings; T2, Ep. 20; Discoveri Channel)

Um homem quer vender uma colecão de cromos de desporto.
O inseto que traduziu deixou o gânglio nervoso mesmerizar-se com o som de "cards" e resolveu-se por "cartas". Devia soar-lhe bem.
"cartas", "cartas", "cartas", dezenas de vezes, "cartas de desporto", "coleção de cartas", nada o fazia acordar do torpor, filho da puta. E eu a enlouquecer.



PRICE:
$1999.95            

.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Family Ties

Ontem num documentário sobre a série "Quem sai aos seus":

"Humor me!" (faça-me a vontade)

"Faça-me rir."

Tem graça (nenhuma).

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Homófonas

Num filme, na SIC, in illo tempore:

"Ela quer um garanhão? Arranjem-lhe um. Quer umas mamas maiores? Arranjem-lhe duas."


Duas! Indeed.

A idiotice vem de confundir too de "arranjem-lhas também" com two de "2".

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Piu-piu sem Frajola

Silvestre
Cê imagina qué Frajola? Pois é! Frajola é o nome do Sylvester no Brasiu. Vê si pode.
Inda são piores que os nossos. Não admira: os brasileiros são portugueses sem constrangimentos. A ousadia descarada dos ignorantes sem vergonha é, portanto, a primeira coisa a vir ao de cima.

sábado, 6 de junho de 2009

Humilhação pública

Pensando bem, a intenção deste blogue é humilhar publicamente os estúpidos dos tradutores que temos de gramar.


Isto que veem na imagem, é sintoma certo de lisboetice. Quer dizer que o autor de tal algaravia, além de parvo, é de Lisboa ou vive lá há muitos anos e está contaminado.

Jackie, o advogado: "- Até agora a mais pública das minhas muitas humilhações."

Da wikipedia:
Season Eight:
The Abstinence — Kramer's face ages prematurely when he turns his apartment into a smoking lounge. Kramer then consults with Jackie about filing suit against the tobacco companies for his disfigurement. When Kramer asks if Jackie feels they have a case, his reply is "Your face is my case." Jackie and Kramer then meet with a tobacco-company lawyer, who alleges that Kramer's face gives him a sense of "rugged masculinity." Jackie replies, "Rugged? The man's a goblin. He's been exposed to smoke for four days. By the time this case gets to trial, he'll be nothing more than a shrunken head." After the lawyer says she will have an offer to settle out of court the next morning, Jackie tells Kramer, "Jackie's cashing in on your wretched disfigurement." Kramer settles the case without Jackie's knowledge for a Marlboro-Man style billboard in Times Square featuring his own face. Jackie dubs this "the most public yet of my many humiliations."

Estamos a falar de Seinfeld.

domingo, 26 de abril de 2009

Eu, tradutor

está a ir bem
"We're good", no contexto adequado, significa "estamos bem"; que está a coisa a correr de feição.
No filme I, robot (Eu, robot), que é bom, aparece mais esta infantil grosseria: "somos bons".


Todos sabemos quem está longe de ser bom, não sabemos?

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Chicken

Frango / Fraco


De facto "chicken" também se usa com o sentido de "cobardolas" e deve, tortuosamente, ser daí. No teclado as letras em redor do gê são f, h, v, b , t. O cê fica bem longe, a sudoeste!
Seinfeld
Foi intencional.



(Era a noiva a dizer que se tinha decidido por frango, para o copo-de-água).

sábado, 14 de março de 2009

Lagostas geneticamente alteradas

langosta, em espanhol
No SciFi, o filme "A Oitava Praga" tem como sumário que se trata das aventuras e desventuras de lagostas geneticamente alteradas que devastam tudo o que lhes aparece pela frente.


Lagostas?! Pois...
(Que felizes devem ser os ignorantes a pensar que sabem espanhol, que sabem falar, que sabem escrever. É como andar sempre com uma ganza de ópio; viver nas nuvens; uma trip interminável).



Os tradutores não têm mais do que cinco anos. Não pode ser. Seis, no máximo.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Clivagem

cleavage=clivagem!!!
Eu gosto de pedras e sei o que significa "clivagem".
Também gosto de decotes.
Quem não sabe o que é um decote e traduz "cleavage" como se vê na figura?

Por favor alguém me ajude a entender como é possível traduzir filmes mundialmente conhecidos sem saber nada de nada. Please!

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Tenha ventoinha

Uma brincadeira:

Agarra-se num texto (por exemplo num dos meus poemas preferidos

Porque a sede que tenho
É de deusas despidas
É de formas divinas diluídas
No desejo terreno
De um homem de paixões descomedidas
Num corpo miserável e pequeno.

traduz-se para inglês e depois outra vez para português, e só mais uma, e já está:

Porque o que tenho sede
É deusas despidas
É o divino diluídos
No desejo terreno
A partir de um homem de paixão que não se pode governar
Em um pequeno corpo e miserável.

Divirtam-se.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Esqueçe a música de discoteca


Do script:


-The first thing is, Jules, forget about disco.
Right?
No disco.


- No disco.


-When I really wanna romance a girl...
I waltz with her.


Para o caso de haver dúvidas a última frase "I waltz with her" mostra que se está a falar de géneros de música: valsa, tango, disco, rock (no caso, na dança). Haverá alguém no mundo que não conheça o disco?
A tradução foi:

Esqueçe a música de discoteca.
Disfarça bem mas está mal.
Mais um pouco e lá estavamos nós a falar dos habitantes da vila.
Não me digam que não sabem essa?!

domingo, 7 de setembro de 2008

Filho de uma praia.


-What is your favorite cigar size?
-Qual é o teu tamanho de cigarro favorito?

(Os Simpsons "Não confundirei cigar com cigarette" - quando Lisa descobre que Homer não sabe nada sobre ela).

Quem é esta gente?



sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Poliomielite

Há bocadinho, num episódio dos Simpsons:

Uma velha diz, não sei quê "..... só porque tive 'pólio' quando era nova."

Toda a gente sabe (experimentei mesmo, para confirmar!) que a velha se refere à poliomielite.
Toda?! Não!
O tradutor dos Simpsons - apesar de tudo é um título, não? - teve a certeza que a velha se referia à famosa PALIOLITE.
(Sim, fiz pause e copiei com cuidado para que não tenham dúvidas).

Eu continuo com a certeza de que se passa algo muito profundo no mundo das traduções. O quê, ainda não sei. Mensagens secretas codificadas continua a ser uma das minhas hipóteses favoritas. Logo a seguir a analfabetismo crónico.

Quem é esta gente?

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Fungoiado

É absolutamente inacreditável.

Os nossos tradutores não sabem português, não sabem inglês, não sabem nada de nada. Não admira que não saibam latim. Sim, não é isso que nos causa espanto. É a safadeza. (Acabei de ter uma daquelas convicções: querem apostar em como a maior parte são brasileiros?
Meu Deus, acabei de desvendar o mistério!)

Como descobri este site com todos os guiões do Seinfeld, posso ser exacto. Eis a passagem de que quero falar:


Jerry: But that’s what podiatrists do. They deal in fungus. They’re knee-deep in fungus. This guy know fungus.

Elaine: I am not going to ask him about funguses.

Kramer: Fungi.

Jerry: What?

Kramer: Fungi.


Não é necessário ser presença regular nos encontros da associação Pantorra para conseguir perceber que o que Kramer está a dizer, corrigindo Elaine, é o plural de "fungus".

Acreditem, eis a tradução:

Elaine: Não lhe vou perguntar sobre fungos!

Kramer: Fungoiado.

Jerry: Quê?!

Kramer: Fungoiado.


Puta que os pariu.

(Escrever estes posts está a prejudicar-me a saúde. Fico num estado nevrótico que só pode ser danoso. Temo que num futuro próximo terei de me conter e deixar de escrever neste blog.
Continuo à espera de colaboradores: m a i l

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Trapinho do Euro

Para começar deixem-me recordar-lhes que ainda não tinha sido introduzido o euro quando este episódio do Seinfeld (aquele do manequim igual a Elaine) foi para o ar.

Diz Elaine para a empregada da loja: "-I wouldn't be caught dead wearing your crummy little euro-trash rags."
Diz a legenda: "-...nem morta me enfiavam dentro deste nojento trapinho do Euro."
("euro" com maiúscula e tudo).

É demais.

terça-feira, 10 de junho de 2008

mt de... metro?!

Até os americanos sabem que o símbolo da unidade SI de comprimento, o metro, é m. Toda a gente sabe. Toda? Não! Agora mesmo estive a ver um episódio do Seinfeld (aquele em que George é um biólogo marinho) e lá estava: "mt". "As ondas tinham mais de 1,5 mt".
É incrível, não é?
Quem será esta gente? Mas quem raio é esta gente?

quarta-feira, 4 de junho de 2008

malas directas

Do web site de uma loja (onde às vezes vou) - encontrei este desconcerto:

...






...


Teorias?

sábado, 19 de abril de 2008

Olha quem fala (filme)

Quem confunde um adjectivo pátrio (vulcano) com um substantivo comum (vulcão)?

Os idiotas dos tradutores, claro.






---
Mollie: Dr. Spock does
not just want to sell a book! Dr. Spock loves us. During the Vietnam War, Dr.
Spock was out protesting in the streets!


James: God, I'm sorry I said anything about Dr. Spock, okay.

[to Mikey]
James: I can't believe she's getting that upset about a
Vulcan. Big ears, no emotions, right?


(a tradução foi: "vulcão")

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

sábado, 2 de fevereiro de 2008

Link

http://aminhatelevisao.blogspot.com/2008/02/legendagens.html


Não é patetice (não é possível ser pura e simples patetice): é um enigma. Alguém tem explicações?